conecte-se

Internacional em Pauta

cientistas americanos investigam DNA com material desconhecido

Published

on

múmias do peru

As múmias descobertas em Nazca, no Peru, em 2017, passarão por novos testes para confirmar sua autenticidade. Apesar de inicialmente consideradas fraudes pelo governo peruano, cientistas norte-americanos decidiram reabrir a investigação em abril deste ano. As informações são do jornal O Globo.

Liderado por Jaime Maussan, que se autodenomina especialista em óvnis, o grupo sugere que as múmias do Peru poderiam ser evidências de vida extraterrestre. Maussan também aventou a hipótese de que os corpos seriam “híbridos” entre alienígenas e humanos, o que alimenta um debate que já dura quase uma década.

Advertisement

Os cientistas afirmam que as novas amostras de DNA coletadas contêm “30% de material desconhecido”. No entanto, suas alegações ainda enfrentam ceticismo. As supostas múmias alienígenas foram descobertas por exploradores na região de Nazca, no Peru.

múmias do peru
Os corpos ‘alienígenas’ serão analisados pela segunda vez | Foto: Reprodução/Redes sociais

Em entrevista à imprensa britânica, o grupo revelou que análises mais detalhadas estão em andamento, com um custo estimado de R$ 1,6 bilhão (US$ 300 milhões).

Os pesquisadores também tentam negociar com o governo peruano a transferência dos exemplares para os Estados Unidos, onde acreditam que poderiam usar laboratórios mais avançados.

Disputa entre cientistas e autoridades sobre múmias do Peru

Após o Ministério Público do Peru declarar que a origem extraterrestre das múmias de Nazca, exibidas no Congresso do México, era uma fraude, renomados cientistas norte-americanos retomaram a análise, reacendendo a disputa com autoridades peruanas.

Advertisement

Os pesquisadores submeteram os objetos a tomografias e aguardam resultados mais precisos para determinar sua origem. A história teve início em 2017, quando funcionários da Universidade San Luis Gonzaga, de Ica, anunciaram “a grande descoberta arqueológica do século 21”, embora houvesse acusações de que os corpos foram alterados para parecer extraterrestres.

Ministério da Cultura critica investigações

O Ministério da Cultura do Peru se opõe às investigações e insiste em que os “corpos” são bonecos fabricados por saqueadores de túmulos para venda no mercado negro. Na última quinta-feira, durante uma apresentação sobre as próximas etapas da investigação, uma representante do Ministério da Cultura tentou interromper o evento.

O grupo de médicos que retomou a investigação inclui o doutor James Caruso, médico-legista-chefe do condado de Denver, Colorado; dr. William Rodriguez, antropólogo forense e examinador médico do estado de Maryland; e dr. John McDowell, professor aposentado de odontologia forense da Universidade do Colorado.

Advertisement

Advertisement
Continue Reading
Advertisement
Advertisement