China executa casal que atirou crianças de 15º andar de prédio

A China executou um casal nesta quarta-feira, 31, por terem atirado duas crianças pequenas da janela de seu apartamento, no 15º andar.

No tribunal, Zhang Bo e Ye Chengchen foram considerados culpados pelas mortes de uma menina de dois anos e de um menino de um ano.

As crianças foram assassinadas em 2020, na cidade de Chongqing, no sudoeste da China. Zhang era o pai das crianças. Quando ele começou a se relacionar com Chengchen, ela não sabia que ele era casado e tinha filhos.

Ye Chengchen cortou os pulsos para pressionar Zhang Bo a matar os filhos

Zhang Ruixue, a menina de 2 anos, morreu instantaneamente. Zhang Yangrui, de 1 ano, morreu pouco depois por causa dos ferimentos | Foto: Reprodução/Asia Wire/Arquivo Pessoal

Zhang Ruixue, a menina de 2 anos, morreu instantaneamente. Zhang Yangrui, de 1 ano, morreu pouco depois por causa dos ferimentos. O crime chocou a China.

Ye Chengchen convenceu Zhang a matar as crianças, que “via como obstáculos” para um eventual casamento dos dois. A namorada também via os filhos do companheiro como um “fardo para sua vida futura juntos”, segundo o 5º Tribunal Popular Intermediário de Chongqing declarou em um comunicado.

Os pais de Ye Chengchen também não aceitavam a relação com um homem com filhos. A mulher teria feito muita pressão para que ele se livrasse das crianças, ela chegou a cortar os pulsos no dia do assassinato para mostrar sua frustração por não poder constituir uma nova família com ele.

Foi aí que Zhang Bo jogou as duas crianças pela janela do 15º andar. Em seguida, ele desceu correndo para parecer angustiado e fazer as autoridades acreditarem que a queda havia sido acidental.

Zhang foi filmado batendo a cabeça na parede e chorando incontrolavelmente depois do assassinato. Os promotores consideraram a ação uma farsa. O pai alegou que estava dormindo quando as crianças caíram da janela, e que foi acordado por pessoas gritando lá embaixo depois de descobrirem os corpos.

Meilin e Zhang tinham a guarda compartilhada, a filha ficaria com a mãe e o filho com o pai até os seis anos de idade | Foto: Reprodução/Asia Wire/Arquivo Pessoal

Chen Meilin, ex-mulher de Zhang, contou à mídia local que Chengchen “não queria que Zhang tivesse filhos de seu próprio sangue” com outra mulher. Zhang conheceu Chengchen quando ainda estava casado com Meilin, e se divorciou da esposa por causa dela.

Meilin e Zhang tinham a guarda compartilhada, a filha ficaria com a mãe e o filho com o pai até os seis anos. Porém, no dia do assassinato, Zhang pediu para cuidar da filha e matou as duas crianças depois de ver a namorada cortar os pulsos por uma chamada de vídeo.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading