conecte-se

Internacional em Pauta

China afirma que navio dos EUA entrou em seus territórios sem permissão

Published

on

navio de guerra

Os militares da China afirmaram neste sábado, 25, que o navio destróier norte-americano USS Hopper, uma embarcação de guerra, adentrou em águas territoriais chinesas sem autorização do governo.

Conforme uma publicação na conta solene do WeChat do Comando do Teatro Sul do Tropa de Libertação do Povo Chinês, as forças militares estão mobilizando recursos navais e aéreos para monitorar e alertar o navio.

Advertisement

Tensões entre no Mar da China

Essa informação surge depois de o gigante asiático acusar as Filipinas de recrutarem “forças estrangeiras” para rondar o Mar da China Meridional. Tratar-se de uma referência às operações conjuntas que filipinos e norte-americanos realizaram na terça-feira.

Em enviado, os militares chineses ainda afirmaram que o incidente “comprova que os Estados Unidos representam um verdadeiro ‘pai de riscos de segurança’ no Mar da China Meridional”.

+ Governo de São Paulo pede à Justiça efetivo de 100% do Metrô no horário de pico

Advertisement

No início do mês, Estados Unidos e China mantiveram diálogos sobre questões marítimas.

Joe Biden e Xi Jinping
O encontro de Joe Biden e Xi Jinping foi organizado pelos dois governos com o intuito de melhorar as relações diplomáticas entre os EUA e a China | Foto: Reprodução/Rede social/Joe Biden

O principal progressão da reunião foi a retomada do contato entre os setores militares de ambos os países, proporcionando a reabertura para que os líderes possam voltar a dialogar diretamente.

O fechamento unilateral por segmento da China desses canais, em meio ao aumento das interceptações de navios e aviões americanos em zonas internacionais próximas de Pequim, representava uma das principais preocupações de Washington.

Advertisement

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement