Caravelas-portuguesas aparecem no litoral do Brasil

Centenas de caravelas-portuguesas chamaram a atenção de banhistas, no sábado 27, em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. Trata-se de uma espécie marinha que aparece com frequência nas águas da região nesta época do ano, de acordo com a Defesa Civil.

Esses mesmos animais também foram avistados no último dia 25, na Praia do Capão, no litoral Rio Grande do Sul. Eles vivem em áreas dos oceanos Atlântico e Pacífico.

As caravelas-portuguesas possuem tentáculos com comprimento médio de 30 metros (m) — podendo chegar até 50 m.

Apesar da beleza, o animal é perigoso. O contato com ele pode levar a queimaduras no homem. Por esse motivo, é preciso redobrar o cuidado com as crianças na água.

Ardências ou dores em razão do ferimento duraram de 30 minutos a 24 horas, de acordo com o Ministério da Saúde.

Como tratar queimaduras de caravelas-portuguesas

Caso ocorra uma queimadura leve, recomenda-se lavar a ferida com água do mar e vinagre, sem esfregá-la, conforme orientação das autoridades de saúde. É importante que não seja utilizada água doce para lavagem do local da lesão porque isso pode piorar o quadro do envenenamento.

Quando o animal estiver grudado à pele, é recomendável o uso de uma proteção nas mãos para retirá-lo.

É importante monitorar se a pessoa atingida apresenta alguma reação. Pessoas alérgicas devem procurar o pronto-socorro, caso entrem em contato com caravelas-portuguesas.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading