Câmara dos EUA aprova impeachment de secretário de Segurança

Em uma votação sem precedentes, a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou, na última terça-feira, 13, o pedido de impeachment do secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas. Responsável pela condução da crise migratória na fronteira do país com o México, o secretário é acusado de descumprir lei de imigração e também e de quebra da confiança pública.

Liderada pelos republicanos, a Câmara aprovou dois artigos nos quais imputam duas acusações sobre Mayorkas: “recusa intencional e sistemática” no cumprimento da lei de imigração — o que teria facilitado a entrada ilegal de imigrantes no país — e de “quebra da confiança pública”, devido a declarações falsas do secretário ao Congresso. 

A moção teve 214 votos a favor e 213 contra, fazendo de Mayorkas o primeiro membro do gabinete a enfrentar um impeachment em quase 150 anos. O caso segue agora para o Senado, liderado pelos Democratas, e provavelmente vai fracassar.

Imigrantes ilegais no Texas
De acordo com o governo texano, até 10 mil imigrantes ilegais cruzam a fronteira com o México todos os dias | Foto: Reprodução/Vídeo/Twitter/X/Rep. Matt Gaetz

Biden se pronuncia contra processo

Joe Biden criticou o resultado da votação, classificando-o como um “ato flagrante de partidarismo inconstitucional” e um “golpe político”. O presidente ressaltou que o ex-secretário e sua família são imigrantes cubanos. Eles entraram nos EUA como refugiados políticos.

O pedido segue para apreciação do Senado, formado por maioria Democrata e contrária ao processo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies