Brasil faz pedido de urgência a Israel

O governo brasileiro solicitou a Israel que evitasse realizar bombardeios na Rosary Sister’s School, uma escola católica localizada na Faixa de Gaza. Essa instituição tem servido como refúgio para 13 cidadãos brasileiros, que buscam segurança em meio ao conflito que assola a região, segundo informações do jornal O Globo.

A atual situação na Faixa de Gaza é resultado de uma contraofensiva das forças israelenses, desencadeada após os ataques terroristas ocorridos no último sábado (7), os quais resultaram em um elevado número de vítimas em Israel, contabilizando cerca de 1.200 mortos.

De acordo com o jornal carioca, um total de 28 brasileiros que residem na Faixa de Gaza aguardam ser resgatados dessa zona de conflito. Inicialmente, o grupo consistia de 30 pessoas, mas duas delas optaram por permanecer no território, recusando a oportunidade de evacuação.

Do lado do Hamas, há brasileiros que estão entre os reféns. No entanto, o governo brasileiro não fez a mesma solicitação ao grupo terrorista.

A iniciativa de abrigar 13 dos cidadãos brasileiros em uma escola católica, como mencionou o embaixador Alessandro Candeas, chefe do escritório de representação do Brasil em Ramallah, na Cisjordânia, tem como objetivo reuni-los em um local seguro e protegê-los durante esse período crítico.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies