Brasil encara mais um dia com chuvas intensas; confira os alertas

O Brasil terá mais chuvas intensas até o fim desta quinta-feira, 15, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Serão afetadas principalmente áreas dos Estados do Rio de Janeiro e e de São Paulo, que já estão com aviso meteorológico especial de nível vermelho.

O alerta é relativo a chuvas intensas e foi emitido para o sul fluminense; o norte paulista, no Vale do Paraíba; e a região metropolitana do Rio de Janeiro. Trata-se do alerta meteorológico máximo, que sinaliza grande perigo nas localidades indicadas.

Um ciclone subtropical deve se formar em alto-mar, a cerca de 230 km a sudeste da costa do município de Arraial do Cabo (RJ), com deslocamento para leste e, em seguida, para sul/sudoeste, relatou a Agência Brasil com base no Inmet.

O instituto ressaltou que tal fenômeno provocará muita chuva intensa no litoral norte de São Paulo até a região metropolitana do Rio de Janeiro, com maior atenção para Costa Verde, no litoral sul do Estado do Rio, incluindo os municípios de Angra dos Reis e Paraty.

Há a possibilidade de o ciclone se deslocar para o litoral do Paraná nos próximos dias, segundo a meteorologista do Inmet, Dayse Moraes.

“A formação de um ciclone deve favorecer instabilidades e ganhar em força, principalmente entre o leste de Minas Gerais, norte de São Paulo, Rio de Janeiro”, afirmou ela, de acordo com a agência.

Dayse ressaltou que o fenômeno poderá seguir “avançando também para o Espírito Santo e outras áreas da região Sul, como o norte do Paraná, que tem chance de pancadas de chuva que podem vir acompanhadas de raios e rajadas de vento”.

Norte, Nordeste e Centro-Oeste também terão instabilidades

Chuvas
Chuvas também deverão ser intensas na região Nordeste | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com imagens de satélite, devem ocorrer instabilidades entre o Amazonas, Acre, Rondônia, parte do litoral do Pará e também do Mato Grosso. As chuvas no período da tarde e noite desta quinta-feira resultam, segundo o Inmet, do calor, da alta umidade e da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

A nebulosidade também deve prevalecer entre Maranhão, Piauí, Ceará e leste da Região Nordeste, incluindo Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, com a possibilidade de chuvas.

Segundo Dayse Moraes, haverá poucas nuvens no centro do país, mais especificamente em parte do Mato Grosso, Tocantins, norte de Goiás e de Minas Gerais, Distrito Federal e grande área da Bahia.

“Entre a região Centro-Oeste e Sudeste as instabilidades ganharam força no período desta madrugada e estão se intensificando por conta do Sistema Frontal [frente fria] que vem de São Paulo e do Rio de Janeiro.”

Em todo o país o calor deve ser predominante. Os termômetros podem alcançar 38ºC nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. No Sul, a temperatura máxima deverá um pouco mais baixa, mas ainda quente: em torno de 35 ºC, entre o norte do Paraná e o sul do Rio Grande do Sul.

Macapá

Nos últimos dias, fortes chuvas causaram alagamentos e inundação na cidade de Macapá (AM). O fenômeno fez o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Defesa Civil Nacional, reconhecer a situação de emergência da capital amapaense nesta quarta-feira, 14.

A erosão do solo às margens do Rio Amazonas, no complexo do Aturiá, foi considerada também motivo para reconhecimento da situação de emergência local.

O município, com tal reconhecimento, poderá receber recursos federais direcionados a atender a população afetada pelas chuvas. As verbas também serão destinadas ao restabelecimento de serviços essenciais e à reconstrução de infraestruturas e moradias destruídas ou danificadas por desastres ou fenômenos climáticos extremos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies