Boulos faz “piada” sobre crise de Lula com Israel

O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP, na foto), pré-candidato à prefeitura de São Paulo, optou por não fazer comentários sobre as recentes declarações de Lula. O ex-presidente comparou a operação militar israelense na Faixa de Gaza ao Holocausto dos judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

“Eu não sou comentarista das falas do presidente da República. Ele teve 60 milhões de votos para estar onde ele está”, afirmou Boulos, que é o candidato de Lula em São Paulo, em entrevista à rádio Bandnews nesta segunda-feira, 19,

“Não sou candidato a prefeito de Tel Aviv. Eu sou candidato a prefeito de São Paulo”, acrescentou.

Aliados aconselharam Boulos a manter silêncio em relação às declarações de Lula, apesar de sua intenção inicial de endossá-las. Ele foi persuadido a não abordar o episódio, preocupando o comitê de campanha com o potencial de exploração por parte de seus principais adversários, especialmente o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB).

Os aliados de Boulos também avaliam que o respaldo às falas de Lula deve ser direcionado principalmente às manifestações de petistas como Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT.

No domingo, 18, Lula retomou seus ataques a Israel, comparando as operações militares na Faixa de Gaza ao extermínio de judeus promovido por Adolf Hitler.

“Sabe, o que está acontecendo na Faixa de Gaza com o povo palestino, não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu quando Hitler resolveu matar os judeus”, disse Lula durante entrevista a jornalistas no hotel em que está hospedado em Adis Abeba, capital da Etiópia.

Com informações de O Antagonista

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies