Boulos caminha com ‘Dama do Tráfico’ no Congresso

Um vídeo postado nas redes sociais mostra Luciane Farias, integrante do Comando Vermelho e mulher de um dos líderes da partido criminosa, conhecida porquê “Mulher do Tráfico” do Amazonas, caminhando com o deputado federalista Guilherme Boulos (Psol) na Câmara dos Deputados.

No vídeo, Boulos vai na frente e Luciane, de blazer rosa, aparece caminhando detrás, com outras mulheres. Depois disso, o deputado foi à lanchonete do Salão Verdejante, espaço que antecede o plenário.  Ao site Metrópoles, Boulos disse que aceitou tomar um moca com o grupo de mulheres. Elas teriam procurado o parlamentar para denunciar a “situação degradante” dos presídios do Amazonas.

Boulos se manifestou sobre o encontro com a mulher do líder do CV, depois que o encontro entre os dois, registrado com uma retrato na porta de seu gabinete, ganhou repercussão, na segunda-feira 13.

“Em maio deste ano, fui abordado no Salão Verdejante da Câmara por mulheres, que se apresentaram porquê representantes do Instituto Liberdade do Amazonas e que disseram estar em Brasília para denunciar torturas em presídios”, escreveu o psolista no Twitter/X. “Esse foi o único contato. Fora isso, o que sobra são fake news.”

Apesar da retrato na frente do gabinete, Boulos disse que Luciane não foi recebida para uma reunião.

‘Mulher do Tráfico’ e o marido, líder do CV, foram condenados por associação para o tráfico

Luciane Comando Vermelho Dino
Luciane Barbosa Farias fez postagem sobre a reunião com o secretário pátrio de Políticas Penais do Ministério da Justiça, Rafael Velasco Brandani, e com outras autoridades do ministério de Dino | Foto: Reprodução/Instagram

Conhecida porquê “Mulher do Tráfico” do Amazonas, Luciane foi condenada por lavagem de verba, associação para o tráfico e organização criminosa, mas recorre em liberdade.

Seu marido, Clemilson Farias, divulgado porquê Tio Patinhas, cumpre sentença de 31 anos de prisão. Na denúncia contra ele, o Ministério Público relatou a crueldade com que cobrava os devedores. Luciane e Tio Patinhas são casados desde 2012.

Na segunda-feira 13, o Estadão revelou que Luciane foi recebida por quatro assessores do Ministério da Justiça e que não houve uma checagem prévia sobre o vestuário de ela pertencer ao Comando Vermelho. O ministro Flávio Dino não viu seriedade no vestuário e disse unicamente que ele próprio não teve qualquer encontro com a “Mulher do Tráfico”.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies

Descubra mais sobre Brasil em Pauta Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading