Apple apresenta novos MacBooks e chips ‘revolucionários’

Na segunda-feira 30, a Apple apresentou os novos computadores MacBook Pro. A big tech também lançou três chips — M3, M3 Pro e M3 Max — que estarão nos laptops e desktops da marca.

A empresa anunciou que suas unidades de processamento gráfico (GPUs) foram redesenhadas, algo fundamental do chip. A Nvidia, fabricante de GPUs, domina o mercado nesse setor.

“O maior avanço vem com a GPU”, disse Johny Srouji, chefe de chips da Apple.Os chips personalizados da Apple usam a tecnologia da Arm Holdings, que proporciona melhor duração de bateria aos Macs.

Além da bateria, os “cérebros tecnológicos” entregam, segundo a própria companhia, um melhor desempenho para tarefas, em relação às máquinas que usam o sistema operacional Windows da Microsoft.

A Apple busca uma revitalização em sua unidade Mac, pois aumentou sua participação de mercado para quase 11% desde 2020, quando se separou da Intel e começou a usar seus próprios chips personalizados.

O impacto da empresa no mercado estimulou a Qualcomm, conhecida fabricante de chips para celulares, a redobrar seus esforços para desenvolver chips baseados na tecnologia Arm para Windows.

YouTube video

Na semana passada, a Apple informou que planeja lançar um chip que seja mais rápido e mais eficiente em termos de energia do que algumas ofertas da própria empresa.

Na semana passada, a agência de notícias britânica Reuters relatou que a Nvidia também planeja entrar no mercado de computadores, já em 2025.

Analistas esperam que o M3 seja fabricado com a tecnologia de fabricação de 3 nanômetros da Taiwan Semiconductor Manufacturing Co, que usa a mesma tecnologia para fabricar chips para os modelos top de linha do iPhone 15.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies