Acredite se quiser: Gilmar Mendes defende a proibição de Militares no Ministério da Defesa

O ministro Gilmar Mendes, integrante mais antigo do Supremo Tribunal Federal (STF), manifestou, neste sábado (14/10), em Paris, seu apoio à necessidade de uma reforma que proíba a nomeação de militares para liderar o Ministério da Defesa. Na perspectiva do magistrado, a direção dessa pasta deveria ser exclusivamente atribuída a civis.

“Hoje, se eu fosse discutir uma reforma importante, eu diria, poxa, uma coisa que até obviamente seria elementar: o Ministério da Defesa não poderia ser ocupado por ministro militar. Teria que ser por um civil. Foi a concepção de Fernando Henrique (Cardoso) quando fez a reforma, mas acabou vacilando no processo de se desenvolver”, disse Gilmar durante o I Fórum Esfera Internacional.

O Ministro tambem sugeriu outra “reforma relevante”, citou o ministro do STF, seria definir “o papel das Forças Armadas” dentro do artigo 142º da Constituição Federal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies