Acordo da União Europeia com o Mercosul é impossível, diz Macron

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta segunda-feira, 29, que é impossível concluir negociações para um livre-comércio entre a União Europeia (UE) o Mercosul, em virtude das condições propostas pelo bloco sul-americano. 

De acordo com a assessoria de Macron, os negociadores europeus foram instruídos a informar o Mercosul de que qualquer tipo de negociação seria encerrada. 

A declaração do presidente francês ocorre em meio aos protestos realizados por agricultores franceses. Eles se opõem às tratativas comerciais entre os dois blocos. 

Os agricultores alegam que um acordo comercial entre a UE e os países do Mercosul permitiria a importação de alimentos baratos, que não atendem aos padrões do bloco europeu.

Eles também protestam contra aumentos no preço de produção do setor e contra a concorrência de produtos que são importados de fora do bloco.

“Macron reiterou com muita firmeza à Comissão o fato de que é impossível concluir as negociações nessas condições”, disse um assessor do presidente francês. “A Comissão Europeia entendeu que é impossível chegar a um acordo nesse contexto. Acho que ela viu a situação na França, na Alemanha, na Polônia, na Holanda, em toda a Europa. Entendemos que a Comissão instruiu seus negociadores a encerrar a sessão de negociação em andamento no Brasil.” 

O Itamaraty informou que o governo brasileiro não vai comentar oficialmente as declarações do presidente francês.  

Na semana passada, negociadores comerciais da UE e do Mercosul se reuniram em Brasília por dois dias. Eles relataram que haviam tido um “progresso limitado” nas tratativas.



Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informação

Política de Privacidade e Cookies